ASHLEY, O EXEMPLO DO REGISTO IMEDIATO!

Wednesday 2 May 2018

 

ASHLEY, O EXEMPLO DO REGISTO IMEDIATO!

Ashley Pedro Maunde, ainda nas primeiras horas de vida.

O registo de nascimento é um acto urgente e imediato. Contudo, por negligência própria, muitos de nós temos deixado de honrar com este compromisso, acreditando que o faremos um dia e acabamos levando muito tempo até sermos confrontados por situações como o ingresso escolar das crianças.

Felizmente, Ashley, recém chegada a família Maunde, não passará pelos mesmos constrangimentos – seu registo foi prontamente feito sensivelmente dez horas após o nascimento, ainda no Hospital Central de Maputo.

A minha filha nasceu a uma hora e dezanove minutos da madrugada e até as onze horas e quarenta minutos estava a fazer o registo de nascimento no posto local”, explica Pedro Maunde, Pai da Ashley e Gestor do Projecto de Mobilização Social para adesão aos registos de nascimento (eCRVS), implementado pelo governo de Moçambique, com financiamento do governo de Canadá e apoio técnico da Save the Children e do UNICEF.

Ainda para Maunde, “a mudança de comportamento, atitudes e práticas para adesão a uma postura de registo imediato de nascimento de crianças é algo que deve começar connosco como sujeitos de mobilização social, de tal forma que as pessoas mobilizadas possam seguir o nosso exemplo. Seria uma prática errada mobilizar as comunidades para adopção de comportamentos, atitudes e praticas que não espelham aquilo que fazemos como mobilizadores”.

Inspirada pela atitude exemplar da família Maunde, enquanto a mãe da Ashley assinava a declaração do nascimento da sua filha no quarto de descanso, uma outra parturiente que comungava do mesmo espaço, também decidiu registar seu filho recém-nascido ainda no Hospital Central de Maputo.

Mãe da Ashley assinando a declaração do nascimento da sua filha no quarto de descanso.

Ficamos a saber da possibilidade de registar as crianças imediatamente após o nascimento agora e aqui mesmo no hospital. Testemunhamos a pouco o registo de uma criança (menina Ashley) e seria tamanha insensibilidade da nossa parte ignorar este brilhante exemplo da família Maunde”, explica família Monjane

Dos zero aos quatro meses de idade, o registo de nascimento é gratuito. Registar logo após o nascimento, ainda no local de nascimento (hospital), pode distanciar-lhe das longas fileiras nas conservatórias de registo civil.